Emoções | Relacionamentos

As 6 emoções básicas e seu efeito sobre o comportamento

Entre todas as emoções que experimentamos, algumas são mais comuns e facilmente reconhecíveis. Saiba quais são e como afetam sua forma de agir.

As 6 Emoções Básicas e seu Efeito Sobre o Comportamento

Existem muitos tipos diferentes de emoções que influenciam a forma como vivemos e interagimos com os outros. Às vezes, pode parecer que somos governados por essas emoções. As escolhas que fazemos, as ações que tomamos e as percepções que temos são influenciadas pelas emoções que estamos experimentando em um determinado momento.

Os psicólogos também tentaram identificar os diferentes tipos de emoções que as pessoas experimentam. Algumas teorias diferentes surgiram para categorizar e explicar as emoções que as pessoas sentem.

Emoções básicas

Durante a década de 1970, o psicólogo Paul Eckman identificou seis emoções básicas que ele sugeriu serem universalmente experimentadas em todas as culturas humanas. As emoções que ele identificou foram felicidade, tristeza, nojo, medo, surpresa e raiva. Mais tarde, ele expandiu sua lista de emoções básicas para incluir coisas como orgulho, vergonha, constrangimento e excitação.

Combinando emoções

O psicólogo Robert Plutchik apresentou uma "roda de emoções" que funcionava como a roda de cores. As emoções podem ser combinadas para formar sentimentos diferentes, assim como as cores podem ser misturadas para criar outros tons.

De acordo com essa teoria, as emoções mais básicas agem como blocos de construção. Emoções mais complexas, às vezes mistas, são misturas dessas emoções mais básicas. Por exemplo, emoções básicas como alegria e confiança podem ser combinadas para criar amor.

Um estudo de 2017 sugere que existem muito mais emoções básicas do que se acreditava anteriormente. No estudo, os pesquisadores identificaram 27 categorias diferentes de emoções.

Em vez de serem totalmente distintos, no entanto, os pesquisadores descobriram que as pessoas experimentam essas emoções ao longo de um espectro. Vamos dar uma olhada em alguns dos tipos básicos de emoções e explorar o impacto que elas têm no comportamento humano.

Felicidade

De todos os diferentes tipos de emoções, a felicidade tende a ser aquela pela qual as pessoas mais se esforçam. A felicidade é muitas vezes definida como um estado emocional agradável que é caracterizado por sentimentos de contentamento, alegria, gratificação, satisfação e bem-estar.

A pesquisa sobre a felicidade aumentou significativamente desde a década de 1960 em várias disciplinas, incluindo o ramo da psicologia conhecido como psicologia positiva. Esse tipo de emoção às vezes é expresso através de:

  • Expressões faciais, como sorrir;
  • Linguagem corporal, como uma postura relaxada;
  • Tom de voz, uma maneira otimista e agradável de falar.

Embora a felicidade seja considerada uma das emoções humanas básicas, as coisas que pensamos que criarão felicidade tendem a ser fortemente influenciadas pela cultura. Por exemplo, as influências da cultura pop tendem a enfatizar que alcançar certas coisas, como comprar uma casa ou ter um emprego bem remunerado, resultará em felicidade.

As realidades do que realmente contribui para a felicidade são muitas vezes muito mais complexas e mais individualizadas. As pessoas acreditam há muito tempo que a felicidade e a saúde estão conectadas, e pesquisas apoiam a ideia de que a felicidade pode desempenhar um papel na saúde física e mental.

A felicidade tem sido associada a uma variedade de resultados, incluindo maior longevidade e maior satisfação conjugal. Por outro lado, a infelicidade tem sido associada a uma variedade de maus resultados de saúde.

Estresse, ansiedade, depressão e solidão, por exemplo, têm sido associados a coisas como imunidade reduzida, aumento da inflamação e diminuição da expectativa de vida.

Tristeza

A tristeza é outro tipo de emoção frequentemente definida como um estado emocional transitório caracterizado por sentimentos de decepção, luto, desesperança, desinteresse e humor abafado.

Como outras emoções, a tristeza é algo que todas as pessoas experimentam de tempos em tempos. Em alguns casos, as pessoas podem experimentar períodos prolongados e graves de tristeza que podem se transformar em depressão. A tristeza pode ser expressa de várias maneiras, incluindo:

  • Choro
  • Humor abatido;
  • Letargia;
  • Quietude;
  • Distanciamento dos outros.

O tipo e a gravidade da tristeza podem variar dependendo da causa raiz, e a forma como as pessoas lidam com esses sentimentos também pode diferir.

A tristeza muitas vezes pode levar as pessoas a se envolverem em mecanismos de enfrentamento, como evitar outras pessoas, automedicar-se e ruminar pensamentos negativos. Tais comportamentos podem exacerbar profundamente os sentimentos de tristeza e prolongar a duração da emoção.

Medo

O medo é uma emoção poderosa que também pode desempenhar um papel importante na sobrevivência. Quando você enfrenta algum tipo de perigo e sente medo, você passa pelo que é conhecido como reação de lutar ou fugir.

Seus músculos ficam tensos, sua frequência cardíaca e respiração aumentam e sua mente fica mais alerta, preparando seu corpo para fugir do perigo ou resistir e lutar.

Essa resposta ajuda a garantir que você esteja preparado para lidar efetivamente com ameaças em seu ambiente. Expressões desse tipo de emoção podem incluir:

  • Expressões faciais, como arregalar os olhos e puxar o queixo para trás;
  • Linguagem corporal, tentativas de esconder ou fugir da ameaça;
  • Reações fisiológicas, como respiração rápida e batimentos cardíacos acelerados.
  • É claro que nem todos experimentam o medo da mesma maneira. Algumas pessoas podem ser mais sensíveis ao medo e certas situações ou objetos podem ser mais propensos a desencadear essa emoção.

O medo é a resposta emocional a uma ameaça imediata. Também podemos desenvolver uma reação semelhante a ameaças antecipadas ou mesmo nossos pensamentos sobre perigos potenciais, e isso é o que geralmente entendemos como ansiedade. A ansiedade social, por exemplo, envolve um medo antecipado de situações sociais.

Algumas pessoas, por outro lado, realmente procuram situações que provocam medo. Esportes radicais e outras emoções podem induzir medo, mas algumas pessoas parecem reagir bem e até desfrutar de tais sentimentos.

A exposição repetida a um objeto ou situação de medo pode levar à familiaridade e aclimatação, o que pode reduzir os sentimentos de medo e ansiedade.

Essa é a ideia por trás da terapia de exposição, na qual as pessoas são gradualmente expostas às coisas que as assustam de maneira controlada e segura. Eventualmente, os sentimentos de medo começam a diminuir.

Nojo

Nojo é outra das seis emoções básicas originais descritas por Eckman. Ele pode ser exibido de várias maneiras, incluindo:

  • Linguagem corporal, afastando-se do objeto de nojo;
  • Reações físicas, como vômitos ou ânsia de vômito;
  • Expressões faciais, como franzir o nariz e curvar o lábio superior.

Essa sensação de repulsa pode se originar de várias coisas, incluindo um gosto, visão ou cheiro desagradável. Os pesquisadores acreditam que essa emoção evoluiu como uma reação a alimentos que podem ser prejudiciais ou fatais. Quando as pessoas cheiram ou provam alimentos que estragaram, por exemplo, o desgosto é uma reação típica.

Má higiene, infecção, sangue, podridão e morte também podem desencadear uma resposta de nojo. Esta pode ser a maneira do corpo de evitar coisas que podem transmitir doenças transmissíveis.

As pessoas também podem sentir repulsa moral quando observam outros se envolvendo em comportamentos que consideram desagradáveis, imorais ou maus.

Raiva

A raiva pode ser uma emoção particularmente poderosa caracterizada por sentimentos de hostilidade, agitação, frustração e antagonismo em relação aos outros. Assim como o medo, a raiva pode desempenhar um papel na resposta de luta ou fuga do seu corpo.

Quando uma ameaça gera sentimentos de raiva, você pode estar inclinado a se afastar do perigo e se proteger. A raiva é frequentemente exibida através de:

  • Expressões faciais, como franzir a testa ou encarar;
  • Linguagem corporal, como assumir uma postura forte ou virar as costas;
  • Tom de voz, como falar rouco ou gritar;
  • Respostas fisiológicas, como suar ou ficar vermelho;
  • Comportamentos agressivos, como bater, chutar ou arremessar objetos.

Embora a raiva seja muitas vezes vista como uma emoção negativa, às vezes pode ser uma coisa boa. Pode ser construtivo para ajudar a esclarecer suas necessidades em um relacionamento e também pode motivá-lo a agir e encontrar soluções para as coisas que o incomodam.

A raiva pode se tornar um problema, no entanto, quando é excessiva ou expressa de forma insalubre, perigosa ou prejudicial para os outros. A raiva descontrolada pode rapidamente se transformar em agressão, abuso ou violência.

Este tipo de emoção pode ter consequências mentais e físicas. A raiva descontrolada pode dificultar a tomada de decisões racionais e pode até ter um impacto na sua saúde física.

A raiva tem sido associada a doenças coronárias e diabetes. Também tem sido associado a comportamentos que representam riscos à saúde, como direção agressiva, consumo de álcool e tabagismo.

Surpresa

A surpresa geralmente é bastante breve e é caracterizada por uma resposta fisiológica de sobressalto após algo inesperado.

Esse tipo de emoção pode ser positiva, negativa ou neutra. Uma surpresa desagradável, por exemplo, pode envolver alguém pulando de trás de uma árvore e assustando você enquanto você caminha até o carro à noite.

Um exemplo de surpresa agradável seria chegar em casa e descobrir que seus amigos mais próximos se reuniram para comemorar seu aniversário. A surpresa é frequentemente caracterizada por:

  • Expressões faciais, como levantar as sobrancelhas, arregalar os olhos e abrir a boca;
  • Respostas físicas, como pular para trás;
  • Reações verbais, como gritar, berrar ou ofegar.

A surpresa é outro tipo de emoção que pode desencadear a resposta de luta ou fuga. Quando assustadas, as pessoas podem experimentar uma explosão de adrenalina que ajuda a preparar o corpo para lutar ou fugir.

A surpresa pode ter efeitos importantes no comportamento humano. Por exemplo, a pesquisa mostrou que as pessoas tendem a notar eventos surpreendentes de forma desproporcional.

É por isso que eventos surpreendentes e inusitados nas notícias tendem a se destacar na memória mais do que outros. A pesquisa também descobriu que as pessoas tendem a ser mais influenciadas por argumentos surpreendentes e aprendem mais com informações surpreendentes.

Conclusão

As emoções desempenham um papel crítico na forma como vivemos nossas vidas, desde influenciar a forma como nos relacionamos com os outros em nosso dia a dia até afetar as decisões que tomamos. Ao entender alguns dos diferentes tipos de emoções, você pode obter uma compreensão mais profunda de como essas emoções são expressas e o impacto que elas têm em seu comportamento.

É importante lembrar, no entanto, que nenhuma emoção é uma ilha. Em vez disso, as muitas emoções que você experimenta são matizadas e complexas, trabalhando juntas para criar o tecido rico e variado de sua vida emocional.

João Vitor Gomes dos Santos
João Vitor Gomes dos Santos

Estudante de Engenharia Mecânica, através da convivência na universidade se conscientizou da importância do bem-estar mental. Para promover e acessibilizar os cuidados com a mente, cofundou a PsyMeet. Convencido da importância da saúde mental para uma vida feliz, está sempre lendo, assistindo e ouvindo sobre o tema. Instagram @dosantosjv

Leia também:

Você Não Aprendeu a Ter Amor-Próprio, Eu Posso te Provar!

29.07.2022 | Victor Araujo

Você Não Aprendeu a Ter Amor-Próprio, Eu Posso te Provar!

Descubra porque o amor-próprio é mais raro do que pensamos e como desenvolvê-lo.

O que são Complexos de Culpa?

20.07.2022 | João Vitor Santos

O que são Complexos de Culpa?

Sentir culpa é normal, até certo ponto. Quando ela passa a atrapalhar sua vida de maneira significativa, porém, pode ser que você tenha desenvolvido um complexo de culpa.

O que é Conscienciosidade?

18.07.2022 | João Vitor Santos

O que é Conscienciosidade?

Todas as pessoas são conscienciosas em alguma medida. Saiba como isso afeta seu comportamento e as vantagens e desvantagens.

logo do whatsapp

Responsável técnico

Alysson E. de C. Aquino

CRP: 08/20173

Atenção: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.