Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) | Estresse

A relação entre o transtorno de estresse agudo e TEPT

Entenda as principais diferenças entre essas condições.

A Relação Entre Transtorno de Estresse Agudo e TEPT

O transtorno de estresse agudo (TEA) e o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) andam lado a lado. O motivo para isso é o fato de que um diagnóstico de TEPT não pode ser feito com menos de um mês após o evento traumático. Entretanto, é provável que a pessoa experimente os sintomas de TEPT logo após o trauma.

A 4ª edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV) descreve os sintomas de PTSD que acontecem no primeiro mês após o trauma como uma ocorrência do transtorno de estresse agudo.

Sintomas do Transtorno de Estresse Agudo

Os sintomas do TEA são virtualmente os mesmos do TEPT, à exceção do fato de que eles acontecem no primeiro mês após o evento traumático. Por exemplo, uma pessoa com TEA pode ter pensamentos, memórias ou sonhos frequentes sobre o evento. Ela também pode se sentir “no limite” ou evitar lembretes do evento.

O transtorno de estresse agudo inclui sintomas de dissociação. A dissociação acontece quando a pessoa se sente desconectada de si própria ou de seus arredores. Esse fenômeno pode variar de uma perda temporária de noção sobre seus arredores até não ter memórias de um longo período de tempo e/ou sentir como se estivesse fora do próprio corpo.

Diagnóstico do Transtorno de Estresse Agudo

É absolutamente normal sentir sintomas relacionados ao estresse após um evento traumático. Portanto, para ser diagnosticada com TEA, uma pessoa deve atender certos critérios.

Esses critérios estão definidos no DSM e são:

Critério A

A pessoa deve ter passado por um evento traumático onde ambas as condições abaixo são verdade:

  • A pessoa sofreu, testemunhou ou foi confrontada com um evento onde houve risco de - ou efetivamente aconteceu - morte ou lesão grave. O evento também pode ter envolvido ameaça ao bem-estar da pessoa ou de outrem;
  • A pessoa respondeu ao evento com sentimentos intensos de medo, impotência ou terror.

Critério B

Durante ou após o evento traumático, a pessoa sofre de pelo menos três dos sintomas dissociativos a seguir:

  • Sentir-se insensível, desprendida ou ter dificuldade em sentir emoções;
  • Sentir-se atordoada ou não estar plenamente consciente de seus arredores;
  • Desrealização – sentir que pessoas, lugares e coisas não são reais;
  • Despersonalização – sentir-se desconectada de si própria;
  • Amnésia dissociativa – incapacidade de lembrar de fatos importantes relacionados ao evento.

Critério C

A pessoa tem pelo menos um sintoma de revivência, como ter pensamentos, memórias ou sonhos frequentes sobre o evento. Isso pode acontecer na forma de flashbacks - quando parece que o evento está acontecendo de novo - ou como pesadelos nos quais o evento é revivido de alguma forma.

Critério D

A pessoa tenta evitar pessoas, lugares ou objetos que a lembrem do evento.

Critério E

A pessoa apresenta sintomas de hiperestimulação, como ficar sempre na defensiva ou ter dificuldade para dormir ou se concentrar além de estar mais irritável.

Critério F

Os sintomas descritos acima tem grande impacto sobre a vida da pessoa, interferindo com trabalho ou relacionamentos.

Critério G

Os sintomas duram entre dois dias e quatro semanas. Eles também devem começar no máximo quatro semanas após o evento.

Critério H

Os sintomas não são causados por doença, outra condição médica, remédio ou uso de álcool/drogas.

Transtorno de Estresse Agudo e TEPT

O transtorno de estresse agudo é uma condição séria. Pessoas com TEA têm um risco maior de desenvolverem TEPT. Por conta dos sintomas de dissociação, a pessoa pode não ser capaz de se lembrar de partes importantes do evento, assim como as emoções que sentiu.

Isso pode interferir com a capacidade da pessoa de processar o impacto do evento e as emoções que ele provocou, prejudicando o processo de recuperação.

O transtorno de estresse pós-traumático é uma condição debilitante bastante difícil de tratar que impacta a paz e o bem-estar dos sobreviventes de um trauma. Espera-se que, ao serem capazes de identificar o transtorno de estresse agudo através desses critérios, aqueles que estão sob um risco maior de sofrer TEPT possam ser identificados e monitorados para receberem ajuda antes da progressão dos sintomas.

Tem havido debate sobre o quão bem o TEA antecipa o TEPT – a maioria das pessoas com transtorno de estresse agudo de fato desenvolve o TEPT, mas muitos com TEPT não têm nenhum histórico de TEA. Independente disso, o TEA é um distúrbio sério que merece atenção e cuidado, seja qual for sua relação com o TEPT.

Se você acha que pode ter TEA, é fundamental que você se consulte com um profissional da saúde mental. Quanto mais cedo você reconhecer e tratar esses sintomas, maiores as chances do surgimento do TEPT ser evitado e maiores as chances de você superar os sintomas com sucesso.

João Vitor Gomes dos Santos
João Vitor Gomes dos Santos

Estudante de Engenharia Mecânica, através da convivência na universidade se conscientizou da importância do bem-estar mental. Para promover e acessibilizar os cuidados com a mente, cofundou a PsyMeet. Convencido da importância da saúde mental para uma vida feliz, está sempre lendo, assistindo e ouvindo sobre o tema. Instagram @dosantosjv

Leia também:

O que é Dissociação? Tudo o que Você Precisa Saber

15.06.2022 | João Vitor Santos

O que é Dissociação? Tudo o que Você Precisa Saber

Conheça as causas, sintomas, tipos e tratamentos contra esse fenômeno presente em vários transtornos psicológicos.

Lidando com o TEPT após Abuso Sexual

25.04.2022 | João Vitor Santos

Lidando com o TEPT após Abuso Sexual

Sobreviventes de ataques sexuais lidam com cicatrizes psicológicas profundas, conheça os sintomas e opções de tratamento.

Hipervigilância – Causas, Sintomas e Tratamentos

07.03.2022 | João Vitor Santos

Hipervigilância – Causas, Sintomas e Tratamentos

A hipervigilância é um sintoma de transtornos como o TEPT e ansiedade, saiba como identificar e tratar.

logo do whatsapp

Responsável técnico

Alysson E. de C. Aquino

CRP: 08/20173

Atenção: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.